Conheça os livros ‘Os mexicanos’ e ‘Os argentinos’

Terra dos maias e astecas, dos sombreros e mariachis, da tequila, das telenovelas e da Nossa Senhora de Guadalupe. Esse é o México mais evidente e mais conhecido pelos brasileiros. Mas o povo mexicano guarda muito mais segredos e surpresas.

É um povo cheio de contrastes. Os mexicanos são nacionalistas, mas há milhões deles que sonham em cruzar a fronteira e viver nos EUA. Construíram civilizações que figuraram entre as mais avançadas do planeta, mas sucumbiram em menos de dois anos à Conquista espanhola. A religiosidade católica está estampada em todos os lugares, mas há um sincretismo evidente nos milhares de xamãs consultados nas ruas. São conhecidos pelo intenso machismo, mas também por mulheres fortes e geniais, como Frida Kahlo. Como reunir em um só livro toda essa riqueza cultural? Sergio Florencio – que já foi embaixador no México – nos leva a um país mais profundo e nos apresenta a um povo com identidade única.

Quanto a Argentina, os brasileiros acham que conhecem bem. Afinal, nós curtimos Buenos Aires, eles desfrutam de nossas praias e uns e outros praticam a língua comum, o portunhol. Desconfiamos de que ser argentino vai além de amar tango e churrasco, mas nem imaginamos que nossa rivalidade preferencial não é recíproca: eles detestam reconhecer, mas amam os brasileiros e preferem derrotar os ingleses à nossa seleção de futebol.

Os argentinos já ganharam prêmios Nobel (nós ainda não), e o metrô de Buenos Aires, centenário, é prova de que já viveram dias melhores. Agora eles estão sempre ocupando as ruas e protestando. Seu sistema educacional e sua concentração na capital mostram um povo urbano, culto e politizado, mas a instabilidade pode ser percebida pela sucessão de líderes populistas entremeada de golpes militares.

Para realmente desvendar esse povo que clama ter inventado o doce de leite e a caneta esferográfica e brilha no cinema e na literatura, o jornalista Ariel Palacios – correspondente brasileiro em Buenos Aires desde 1995 – elaborou este saboroso e imperdível “Os argentinos”.

Fonte:

Editora Contexto: editoracontexto.com.br




Deixe uma resposta

Projeto Latinoamérica

Newsletter:

Insira seu e-mail: