Turismo em La Paz: Chacaltaya e Valle de la Luna

Indo a Chacaltaya, La Paz, Bolívia

Continuando nossa viagem pela Bolívia, em especial a interessantíssima capital La Paz, trataremos, mais uma vez, de um dos vários passeios disponíveis na cidade. Além do sítio arqueológico de Tiahuanaco (que já falamos por aqui), para quem está bem aclimatado aos quase 4 mil metros de altitude de La Paz e deseja ir um pouco mais além, a montanha Chacaltaya é uma boa pedida, com seus quase 5400 metros de altura. De quebra, ainda é possível visitar ao belo vale de la Luna. Relativamente fácil, barato e certamente inesquecível.

Apesar de estarmos tratando de uma alta montanha e de uma vale quase desértico, os dois pontos se encontram nas proximidades de La paz, fazendo desse tour, uma atividade para um dia inteiro, do período da manhã até parte da tarde. O Projeto Latinoamérica esteve lá em abril de 2011.

Subindo o Chacaltaya, La Paz, Bolívia

Passeio ao Chacaltaya e Valle de la Luna:

Embora a altura do Chacaltaya possa assustar, o veículo da agência contratada (normalmente uma van) nos leva até quase 5300m e, a partir daí, temos que caminhar por uma subida íngreme os pouco mais de 100m restantes. Pode parecer fácil mas, levando em conta a altitude, o ar rarefeito e o ângulo da subida, é bem cansativo. Uma vez alcançado esse pico, para os que ainda tem fôlego, se pode subir a um segundo pico, um pouco mais adiante e um pouco mais alto. Para isso, uma nova caminhada deve ser empreendida, dessa vez no gelo. Como o tempo é limitado, só os mais bem condicionados arriscam a segunda parte.

CURIOSIDADE:
O Chacaltaya já foi considerado a pista de esqui mais alta do mundo. Hoje em dia, infelizmente, já não existe neve suficiente para isso, tornando impraticável a atividade.

Depois desse esforço e de uma linda vista da cordilheira Real, retornamos a base, onde alguns minutos são dados para um lanche e para repor as energias. Em seguida, seguimos para a próxima parada: o Valle de la Luna, parque ao sul de La Paz

A paisagem muda drasticamente! Em uma leve caminhada, de cerca de 45 minutos, dessa vez em um clima árido e com outra vista deslumbrante, seguimos em uma visita guiada nesse vale que dizem se assemelhar a superfície lunar. O curioso é que o parque está em uma área urbana, onde ao mesmo tempo que se parece estar em um ambiente inóspito, se pode avistar as casas vizinhas e escutar o ruído dos carros.

Valle de la luna, La Paz, Bolívia

Onde comprar:

Os passeios a Chacaltaya, que normalmente incluem o Valle de la Luna no mesmo pacote, podem ser comprados em várias agências de La Paz. É comum os hotéis, ou albergues, trabalharem com uma agência de turismo ou possuírem sua própria agência. Caso contrário, vá a calle Sagarnaga onde existem várias.

O custo dessa excursão é de Bs. 60,00 + Bs. 15,00 de entrada ao parque e mais Bs. 15,00 de entrada ao Valle de la Luna*.

O passeio sai cerca das 9h da manhã e retorna cerca de 16h. É aconselhado levar roupa de frio (de montanha), água e algo para comer. De resto, é só desfrutar.

* Preços de abril de 2011




Veja também:

El Bolsón, encontrando a paz Vista de El Bolsón. Foto: Gallegolas48 Logo que cheguei em El Bolsón, perguntei se muitos brasileiros visitavam a cidade, como fazem com a vizinha...
Ilhas flutuantes de Uros, no Peru Uma das famosas atrações do lago Titicaca são suas ilhas flutuantes. As 'originais' estão em uma região bastante próxima a cidade de Puno, no Peru, ...
Brasileiro pretende viajar mais nos próximos seis ... Divulgação/Embratur A intenção de viagem do brasileiro cresceu pelo segundo mês consecutivo, em todas as faixas de renda pesquisadas. Segundo sond...
7 Comentários
  1. Pow cara! Olho esse seu blog diariamente. Já cheguei a comentar que ele está sendo a minha bíblia. Não vejo a hora da minha viagem chegar (01/07), mas já estou planejando a próxima e com certeza a Bolívia estará nela.

    Abraços!

  2. hahaha, valeu! Esta cada vez mais dificil atualizar o blog. Bolivia e Peru tem me deixado bastante na mao quando se trata de internet. Mas, vamos levando.

    grande abraço!

  3. Pessoal, eu e minha esposa tivemos em Dezembor de 2011 na Patagonia Chilena e Argentina, fizemos trekking no Parque Torres Del Paine no chile por 5 dias.
    Na Bolivia e Peru tem algum lugar para fazermos caminhadas ( TREKKING ) com segurança. Pelo que tenho lido me parece que os passeios são feitos gerelamente de carro ( Van ). Temos disponibilidade de viajarmos em meados de Dezembro até meados de Janeiro é uma boa época?
    Abraços a todos. Blumenau-SC.

  4. Oi Fábio, algumas atividades interessantes próximo a La Paz são a descida de bicicleta até Coroico, o trekking na trilha de Takesi ou, se preferir, subidas em algumas montanhas, como a Huayna Potosí (6.088m).

    Não sei te informar sobre os valores cobrados, mas na calle Sagarnaga, em La paz, pode-se encontrá-las facilmente.

    De Janeiro a março, embora as temperaturas estejam mais altas, é o período do ano mais chuvoso, o que podem atrapalhar um pouco as caminhadas.

    Espero que ajude,

    um abraço!

  5. Conheço La Paz a trabalho, porém em 06/07/2013 estarei indo a passeio, é realmente um lugar único, para mim, fantástico, vale a pena

  6. eu esquie em chacaltaya durante muitos finaeis de semana realmente euma pena acabo a neve tenho muitas grandes historias de chacaltaya quen quiser ouvirlas me escreva transodeon@hotmail.com

  7. Chacaltaya foi uma experiência incrível! Não tinha muita neve agora em outubro, já vi fotos em que aparece muito mais neve. Não pode esquecer que a altitude pega bastante e é bom estar aclimatado antes de encarar.
    Eu relatei algumas dicas e a minha experiência de subida no meu blog, é bem recente, espero que ajude a todos que ainda tem dúvidas de como é subir a esclarecer as principais questões.

    http://viajanderia.com/2014/11/14/um-pulinho-ali-em-chacaltaya-na-mais-alta-estacao-de-esqui-do-mundo/

    Tati Batista
    @Viajanderia

Deixe uma resposta

Projeto Latinoamérica

Newsletter:

Insira seu e-mail: