La Paz, Bolívia

Plaza Murillo, La Paz, Bolívia

Plaza Murillo, no centro da cidade

Confesso que Uyuni não havia me dado uma boa impressão da Bolívia. Estradas horríveis e a pouca estrutura nas cidades me faziam sair do país mais rápido do que o esperado. Mas eis que chego a La Paz e me surpreendo.

A cidade de La Paz tem quase dois milhões de habitantes, um trânsito caótico, muitos vendedores ambulantes, está a quase 4 mil metros de altitude, possui inúmeras ladeiras que exigem um grande esforço de qualquer um e, apesar de tudo, oferece muito ao viajante que chega até aí.

A CIDADE


Visualizar Comendo em La Paz em um mapa maior
 

La Paz oferece vários museus, bons restaurantes, uma cinemateca muito boa, com filmes de vários países, tem bons preços e um povo muito simpático.

Veja também: Imagens de La Paz

A praça Murillo é um dos cartões postais da cidade. Fica em frente a catedral e ao Palácio Legislativo, por isso, é muito bem policiada e segura. Uma superpopulação de pombos, alimentada durante todo o dia pelas pessoas que passam por ali, dão um toque especial ao local.

A Av. Mcal. Santa Cruz, que muda várias vezes de nome é a principal ligação do centro ao bairro de Sopocachi, que oferece hotéis e uma gastronomia mais sofisticada. Bares e restaurantes frequentados por mochileiros de todo o mundo, se encontram na Calle Murillo, próximo a Igreja São Francisco.

Calle Sagarnaga, La Paz, Bolívia

Calle Sagarnaga

COMPRAS

Na Praça Murillo começa a rua do Comércio (calle Comercio), onde inúmeros ambulantes oferecem de tudo. Desde roupas e chocolates a pequenos acessórios para celular ou mp3. Começa de forna um pouco discreta, mas ao cruzar a passarela, que passa pelo grande mercado da cidade, o comércio se intensifica e é fácil se perder no meio de tanta gente.

A uma quadra da calle Murillo, na calle Illampu, é a região de hostels e lojas com artigos de montanha e viagem. Ponto obrigatório para mochileiros que desejam se preparar para o restante da viagem. Aí, nem tudo é original, mas se pode conseguir bons preços.

PASSEIOS NA REGIÃO

Valle de la Luna, La Paz, Bolívia

Valle de la Luna

La Paz está próxima a vários locais interessantes, que se pode conhecer durante o dia e, depois, retornar a cidade. Existem várias agências que vendem esses passeios, que vão a Chacaltaya, Valle de la Luna, as ruínas de Tiahuanaco, descida de bicicleta até Coroico, ou a cidade de Copacabana e ao Lago Titicaca.

Os passeios normalmente são vendidos em agências junto aos hotéis e hostels ou na calle Sagarnaga, onde se concentram muitas delas.

MAS NEM TUDO SÃO FLORES

O que mais deixa a desejar, não só em La Paz como em toda a Bolívia, é a internet. Não é difícil encontrar restaurantes ou hostels que possuem wi-fi, mas a velocidade… Bom para exercitar a paciência.

Em se tratando de comida, também não dá para comer em qualquer lugar. Comida de rua ou de pequenos restaurantes, só para quem tem estômago forte ou gosta de uma aventura gastronômica. Por isso, publicamos um artigo em que damos algumas dicas sobre onde comer em La Paz.

Mas são detalhes, que são compensados pela acolhedora cidade, que vale muito a pena conhecer.




Veja também:

Cidade de Puno, no Peru Praça de Armas, Puno, Peru. Se na Bolívia temos a cidade de Copacabana às margens do lago Titicaca, no Peru, a parada obrigatória é na cidade de Puno...
Bens culturais contam a história das missões jesuí... Igreja de São Miguel. Divulgação/Governo do Rio Grande do Sul As Missões Jesuítico-Guarani são um conjunto de bens culturais localizados na fronte...
Primeira vez em Buenos Aires Show de tango no Café Tortoni. Cheguei em Buenos Aires com muito pouco dinheiro argentino, que havia trocado ainda em Posadas. O peso argentino — rep...
3 Comentários
  1. Me encanta La Paz!!!

  2. Gostaria de saber mais sobre os passeios da região de La Paz. estou indo para lá em Julho deste mês!

  3. Vinicius Gomes voce esta indo em que dia de julho voce vai sozinho??estou indo sozinho preciso de parceiros brasileiros la po!!hehehe qualquer coisa manda um email ae jonasreeis@hotmail.com!!vlw abraco!

Deixe uma resposta

Projeto Latinoamérica

Newsletter:

Insira seu e-mail: