No Oscar 2010, na categoria de melhor filme estrangeiro, dois filmes representam a América latina: El secreto de sus ojos (Argentina) e La Teta Asustada (Peru).

Já disse no post sobre o filme argentino que prefiro não entrar nos méritos desse prêmio mas, como dediquei um post ao Secreto de tus ojos, chegou a vez de falar de seu concorrente peruano, da diretora Claudia Llosa.

O título “Teta Assustada” vem do mito de uma suposta doença em que a mãe, quando violentada, transmitia o medo ao filho, através do leite materno. Não tem romance, crime ou comédia, como seu rival argentino, que aposta mais em uma fórmula de sucesso, mas por outro lado tem uma história sensível e com cenas incríveis de um desconhecido Peru.

O filme acaba de ganhar o Urso de Ouro, em Berlim, e vem com força para esse Oscar, embora não seja favorito. Que vença o melhor (fato que nem sempre acontece no Oscar).




Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.