Ver Casas Neruda en un mapa más grande

Uma boa atração cultural para quem viaja a Santiago e litoral, no Chile, é visitar as famosas casas do poeta Pablo Neruda. São três casas ao total, hoje transformadas em museus, abertos a visitação. São elas (por ordem cronológica): a de Isla Negra, La Chascona (Santiago) e La Sebastiana (Valparaíso).

LA SEBASTIANA (Valparaíso)

Casa de Pablo Neruda em Valparaiso - La SebastianaCasa Museo La Sebastiana, Valparaíso.

Começamos pela última, a de Valparaíso, onde o poeta teve uma casa no alto de um morro (cerro Florida). Para chegar até ela, não adianta subir por ascensor, que ainda fica muito longe. O ideal é pegar um ônibus, ou taxi, que deixa bem próximo a casa e, depois, se desejar, descer caminhando.

A casa de Valparaíso impressiona. A visita é auto guiada com um aparelho que lembra um grande telefone celular, e se pode escutar áudios (em português, espanhol e inglês) de quase todos os cômodos da casa. A vista do porto e do mar é linda!

A Casa Museu La Sebastiana fica na Calle Ferrari 692, Valparaíso.
De março a dezembro, funciona de terça a domingo, das 10:10 as 18:00h.
Janeiro e fevereiro, de terça a domingo, das 10:30 as 18:50h.
Fechado nas segundas-feiras.
Entrada: $4.000 por pessoa (jun/13).

ISLA NEGRA

Casa de Neruda - Isla NegraCasa de Isla Negra. Foto: (cc)  Rodrigo SEPÚLVEDA SCHULZ.

A próxima casa é a de Isla Negra, que não fica em uma ilha, mas no pequeno povoado de Isla Negra, a 80 km (aproximadamente 1h30) ao sul de Valparaíso.

Em Isla Negra as visitas eram feitas com um guia, em um tour guiado. Em nossa visita haviam muitos grupos, de forma que nosso guia falava sobre o lugar e respondia as perguntas rapidamente, para que o próximo grupo não nos alcançasse. Embora a casa fosse bonita e com coleções incríveis, a forma que foi feita a visita não nos agradou. Em dezembro de 2012, o museu irá adotar áudio-guias, que permitirão que os visitantes não dependam da presença de um guia e possam fazer suas visitas mais à vontade, como já acontecem em Valparaíso.

Anexo ao museu, também é possível almoçar e provar um bom pescado dessa região do Pacífico.

A Casa Museu de Isla Negra fica na Calle Poeta Neruda s/n, Isla Negra, El Quisco.
De março a dezembro, funciona de terça a domingo, das 10 as 18h.
Janeiro e fevereiro, de terça a domingo, das 10 as 20h.
Fechado nas segundas-feiras.
Entrada: $4.000 por pessoa (jun/13).

LA CHASCONA (Santiago)

Casa de Neruda - La ChasconaLa Chascona, Santiago. Foto: (cc) Pattoncito.

Já em Santiago, a casa de Neruda foi uma das coisas que mais valeram a pena em nossa curta estadia. A casa é conhecida por La Chascona, em homenagem a terceira esposa de Neruda, Matilde Urrutia, e seu cabelo revolto.

Com muitas fotos e quadros, de artistas como Siqueiros, Rivera e Léger, além de artistas brasileiros, como Pancetti, a casa tem, dessa vez, uma bela vista da cordilheira dos Andes, que hoje não é tão bela devido as construções vizinhas atuais (faça um tour virtual).

Todas as casas possuem uma loja, onde se pode comprar livros e souvenirs, além de espaços agradáveis para se tomar um café e comer alguma coisa.

A Casa Museu La Chascona fica na Calle Fernando Márquez de la Plata 0192, Barrio Bellavista, Providencia, Santiago.
De março a dezembro, funciona de terça a domingo, das 10 as 18h.
Janeiro e fevereiro, de terça a domingo, das 10 as 19h.
Fechado nas segundas-feiras.
Entrada: $4.000 por pessoa (jun/13).

Um bom roteiro para quem visita essa região do Chile.

NA INTERNET:

Funadación Pablo Neruda: www.fundacionneruda.org




Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.