Passagens aéreas mais baratas para a América do Sul

aviao

Saiu hoje (25 de abril de 2009), na Folha de São Paulo, uma matéria sobre a liberdade tarifária que barateou passagens para América do Sul. A reportagem destaca que seis destinos do continente ficaram de 20% a 50% mais baratos com o fim da política de preço mínimo.

Infelizmente, a Folha tem seu conteúdo bloqueado para não assinantes, além de uma página um tanto ultrapassada, sem as tabelas da matéria impressa.

Abaixo, reproduzo uma parte da tabela não disponível no sítio do jornal.

COMPARAÇÃO DE PREÇOS*

Destino Passagem
mais barata,
em R$
Queda sobre
antigo preço
mínimo, em %
Passagem mais
cara, em R$
Companhias
que reduziram
preços
Companhias
que saem
de SP
Buenos Aires 280
(Gol)
26 551,60
(LAN)
2 5
Santiago 467
(Pluna)
20 1.037,10
(TAM)
1 5
Lima 371,04
(TAM)
50 846,14
(Avianca)
3 4
Caracas 598
(Taca)
30,6 1.110,46
(Aerolíneas Arg.)
5 6
Bogotá 608
(Taca)
30 963,19
(Avianca)
3 4
Montevidéu 415,31
(Gol)
1.089,31
(LAN)
6

* CONVERSÃO US$ 1 = R$ 2,21


Veja também:

De Puerto Natales a Punta Arenas, no Chile Plaza de Armas, Punta Arenas De Puerto Natales a Punta Arenas, de ônibus, é uma viagem rápida, de 3 horas aproximadamente. A cidade de Punta Arenas n...
Turismo em La Paz: Chacaltaya e Valle de la Luna Continuando nossa viagem pela Bolívia, em especial a interessantíssima capital La Paz, trataremos, mais uma vez, de um dos vários passeios disponíve...
De Resistencia (Argentina) a Assunção (Paraguai) Amanhecendo em Asunción e o hasteamento da bandeira em frente ao Panteon De Resistencia, na Argentina, se pode chegar a capital paraguaia, de ônibus,...
2 Comentários
  1. Me parece muito aconchegante esta cidade…desejo vistá-la em breve! Conseguiria mais detalhes atualizados? obrigada…

  2. Essa é uma notícia antiga, de 2009. Para informações atuais, o ideal é entrar na página de cada empresa. Em nossa seção de links você pode achar de vária cias: http://www.projetolatinoamerica.com.br/links/

    abraço!

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Projeto Latinoamérica

Newsletter:

Insira seu e-mail: