Se comunicando em outro país: O inglês resolve tudo?

Se comunicando em outro país: O inglês resolve tudo? diversos cultura

Uma coisa que no início não me molesta, mas com o passar dos dias vai me aborrecendo é a quantidade de pessoas que, estando em um país latino americano, não falam espanhol, não tentam falar espanhol e muitas vez parecem nem se importar com isso, falando somente o velho inglês. E é aí que, às vezes, eu me pego na ridícula situação de tentar falar inglês com um sujeito desses, estando na Argentina, por exemplo.

Conheci muitos estadunidenses, alemães e franceses que tentavam falar espanhol, alguns até falavam bem, e também muitos ingleses e israelitas que pareciam já não ter esse mesmo interesse. Também vi brasileiros que falavam português, às vezes com uma palavra em espanhol no meio de uma frase, achando que todos entendiam. Isso dos que conheci, não querendo de forma alguma generalizar.

Esse não é um texto de uma pessoa que domina o espanhol, muito pelo contrário, mas que pensa que o importante é mostrar algum interesse e tentar falar a língua local, mesmo que pouco, mesmo que errado. Aos poucos todos vamos aprendendo. O que não dá é pensar que o inglês é a língua universal, que sempre podemos falar quando não sabemos o idioma local. A menos que queiram falar somente com agentes de viagem, recepcionistas de hotéis, guias…

Por mais que muitos queiram, o inglês não é tão forte assim. O que para mim é um alívio.

Crédito da imagem: Sxc.


Deixe uma Resposta.

Projeto Latinoamérica