Mudança de identidade

documentos

Há poucos dias li uma matéria na revista Cult em que o jornalista Francisco Bosco analisava o caso recente do cantor Belchior, fazendo uma analogia com o filme Profissão: Reporter, de Antonioni. Uma excelente matéria, mas que levou a quase todos os leitores, que comentaram o texto, falarem dos abusos da imprensa, da falta de privacidade e etc, esquecendo, ao meu ver, o principal, que é a questão da identidade.

Como a matéria começa falando do filme, de uma pessoa que se passa por outra, tentando mudar de identidade, deixando a velha para trás, me fez lembrar muito do filme brasileiro A Concepção, onde um grupo de jovens resolvem queimar suas identidades, jogar tudo para o alto e, assim, assumir uma nova personalidade, não definitiva, mas uma nova a cada dia.

Como alguém pode estar tão descontente com sua vida a ponto de querer trocar de identidade? Ser uma nova pessoa, sem o peso dos traumas e erros do passado, sem as obrigações e responsabilidades que sua vida foi tomando? É, não é difícil imaginar que alguém queira isso.

E, por acaso, foi lendo um livro de contos argentinos, essa semana, que me deparo de novo com essa história: a de um argentino que vivia em Nova Iorque e que, após a queda das Torres Gêmeas, é dado como morto, como um dos inúmeros corpos que não foram encontrados ou identificados. O personagem se aproveita desse fato e resolve matar realmente seu antiga identidade, assumindo um novo nome, uma nova profissão e até mesmo uma outra nacionalidade.

Bom, nenhuma dessas histórias acabou bem. Mas que muitas vezes dá vontade de fazer algo parecido, ah, isso dá.

Fontes:

– Revista Cult: Big Brother Belchior.

– A Concepção (2005). Director: José Eduardo Belmonte

– Professione: reporter (1975). Director: Michelangelo Antonioni.

– Los días que vivimos en peligro (Emecé, 2009).



Por Rodrigo Souza

Editor e idealizador do Projeto Latinoamérica. Google+

2 comentários

  1. Eu escrevi isso já faz algum tempo, e sempre esqueço de postar. Hoje foi o dia ideal para sua publicação. 🙂
    abraço Claudio

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.