Rosário, primeiras impressões

Rosario, Argentina

Rosário, ArgentinaRosário, Argentina.

Antes de vir para a terra de Che Guevara e Fito Paes, ainda em Córdoba, todos me falavam que Rosário era uma cidade com muita cultura e que ali estavam as mulheres mais bonitas da Argentina, mas também falavam mal das pessoas, que não eram tão simpáticas quanto as de Córdoba. Bom, rivalidades à parte, lá estava eu para comprovar.

Uma cidade cultural:

Rosario-cairo

Sim, a que tudo indica, tem muita cultura em Rośario e os habitantes se orgulham disso. O hostel que estou se diz um Hostel Cultural, há inúmeros cafés, muitas livrarias, teatros, museus…
Um dos cafés mais conhecidos e tradicionais da cidade é o El Cairo, que vim conhecer logo que cheguei. Era uma segunda-feira a noite, nada para fazer, e fui conhecer o lugar, não esperando nada além de um bom café. O que não sabia é que as segundas-feiras tem música no El Cairo. Gostei do lugar!

As mulheres mais bonitas da Argentina?

Rosario-mulheres

Não sei não, acho que andei nas ruas erradas ou não conheci os lugares certos. A faixa etária do El Cairo (lugar que eu mais fui), em média, é acima dos 30 e as vezes pode chegar aos 50, a média. Nas ruas já dá para ver mais as tão faladas rosarinas.
Vi mulheres muito bonitas, mas tenho minhas dúvidas de que as mais bonitas estão em Rosário. Acho que em Córdoba vi mais, mas a verdade é que é muito difícil medir uma coisa dessas.

Comida:

Rosario-lugar-griego

Tirando o El Cairo, que é um bom lugar também para comer, conheci o El Lugar Griego, que além da cozinha grega também serve pastas muito boas e uma refeição pode sair a um preço razoável.
Quanto as pessoas, não percebi nada que possa confirmar o que me disseram os cordobeses. Apesar de não conhecer tanta gente, me trataram sempre bem, apesar de eu ser brasileiro e chegar um dia depois da vitória do Brasil sobre a Argentina.
Gostei daqui, mas ainda está sendo difícil não ficar comparando a cidade com Córdoba, que conheci mais cultura, mais mulheres bonitas, mais restaurantes, bares, cafés… Desculpe Rosário.


Por Rodrigo Souza

Editor e idealizador do Projeto Latinoamérica. Google+

1 comentário

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.