Um ano pela América

Depois de muito tempo criei coragem e decidi seguir o Projeto Latinoamérica como sempre quis.

Estava aos poucos, conscientemente ou não, me desapegando de muitas coisas que me prendiam aqui: aluguel, carro, emprego… Tudo para poder viajar sem grandes preocupações.

A ideia é viajar um ano pela América Latina.

Não me proponho conhecer toda a América Latina e acho bem pouco provável que isso aconteça neste prazo. O número de países e o tempo que terei, fariam a viagem ser um tanto corrida. E a ideia é justamente o contrário: não fazer nada correndo. Fico pouco nos lugares em que o clima, a segurança ou o custo falem mais alto.

Por isso, como sempre, saio com um pré-roteiro, daqueles que tenho certeza que não cumprirei, mas que me dá uma noção, um norte.

Ainda tenho cerca de um mês para os últimos planejamentos. Nos próximos posts explico melhor.

Abraços.

Nota posterior:
Essa viagem durou 8 meses, entre 2009 e 2010, e passou por Paraguai, Argentina e Chile. Confira aqui um resumo, com preços de transporte e hospedagem.


4 comentários

  1. Você não escreveu que estava se desapegando dos amigos. Isso é bom…
    Cara, estou ancioso pela sua viageml. Quero estar bem conectado, msn, skype e mais algumas coisas. Quando você estiver em um lugar legal com valores legais e que pretenda ficar um tempo maior, numa dessas a gente possa encontrar você nas férias ou alguma folga qualquer.

    Um abraço grande!

  2. Ahh, que bacana, tá explicado! Esse ano eu fui pra BsAs e bariloche na argentina! Confesso que gostei mto mais de bariloche, tudo que é passeio que se faça é lindo e surreal (isso que eu fui sem nada de neve), mas mochilão deve ter outras caras. No site do mochilão tem um louco que começou com plano de 1 ano de mochilão pela europa, acabou fazendo uns 3 anos anexando áfrica, ásia e até países que sumiram do mapa, mto louco o relato lá. Quem sabe hein, rsrs.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.